Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Novos slides

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

08/07/2011

Final de Semana

21/01/2011

Afiliados Buscapé

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

09/02/2010

50 ANOS

HÁ 50 ANOS, A BARRAGEM DO AÇUDE DE ÓRÓS, COM O AUMENTO DAS CHUVAS ARROMBOU E INUNDOU TODO O VALE DO JAGUARIBE , VEJAM AS FOTOS E OS FATOS HISTÓRICOS! BARRAGEM ANTES DO ROMPIMENTO APÓS O ROMPIMENTO Para os cearenses, o principal empreendimento que o ex-presidente Juscelino Kubitschek legou ao estado foi o açude Orós. Ele providenciou a retomada da construção do açude em 1958, a qual havia sido interrompida desde 1922. Em 1960, quando as obras ainda estavam em andamento, viveu a população ribeirinha do Rio Jaguaribe e de seus afluentes momentos dramáticos, quando por ocorrência de uma grande cheia o Rio Jaguaribe transbordou e provocou o arrombamento parcial do Açude Orós, desencadeando uma enchente capaz de inundar o Médio e o Baixo Jaguaribe. A notícia logo se espalhou, e as cidades de: Russas, Aracati, Itaiçaba, Jaguaribe, Limoeiro do Norte, Icó e o distrito de Alto Santo, de nome Castanhão; foram evacuadas pos forças do exército. Utilizou-se aí, à primeira vez helicópteros no Ceará. Na luta de socorro as vítimas, estes, prestaram inestimáveis serviços ao povo, que insistia em não abandonar suas casas. Sobre toda região soltaram panfletos, que anunciavam a catástrofe, tida como certa. Estima-se que havia mais de dez mil pessoas completamente isoladas e sem grandes possibilidades de fuga, diante da aproximação rápida das águas enfurecidas do Rio Jaguaribe. Os flagelados se amontoavam nos lugares mais altos, como Poço Comprido, São João do Jaguaribe, Ilha Grande, Quixeré e Tabuleiro Alto, em Russas. Precisamente às 10 horas do dia 26 de março um terrível estrondo foi ouvido a grande distância. Ás águas armazenadas no gigantesco açude ultrapassaram o nível da barragem e invadiram toda extensão do Vale do Jaguaribe, destruindo o que encontrava pela frente, levando de roldão povoações, cultivos e criações deixando como rastro, a morte, a miséria e o desabrigo, que vitimaram mais de trezentas mil pessoas. Obra da engenharia nacional, a Barragem Orós, suportou embora em fase de construção, a uma pressão de água em muitas vezes superior ao seu índice de segurança. Todavia, parte da obra teve de ser sacrificada a dinamite para evitar um mal maior que seria a sua distribuição total a um só tempo. A barragem de Orós, que se mostrava como a redenção daquele solo ressequido foi parcialmente destruída. Mais uma vez o triste espetáculo dos retirantes famintos, repetia-se no sertão do Ceará. No entanto, não fugiam da seca e sim das águas. Juscelino Kubitschek providenciou ajuda para flagelados e com o final da temporada chuvosa, autorizou o reinício dos trabalhos. O que você vai ver nesta fotogaleria do ACERVO JOSÉ RASTELLI são imagens históricas do açude Orós, quando a parede da barragem rompeu e inundou várias cidades da região Jaguaribana. São fotos que jamais foram publicadas anteriormente. Todas as fotos foram batidas no mês de abril de 1960 pelo 1º tenente fotógrafo José Rastelli. Fazem parte do material imagens exclusivas de uma visita do presidente JK ao Ceará, que veio ver os estragos causados pelo acidente. CIDADE DE ARACATI ALAGADA JAGUARUANA DEBAIXO D´AGUA ITAIÇABA TB ALAGADA TABULEIRO DO NORTE BANABUIÚ e-mail enviado pelo amigo Eliseu Filho Obrigado !!!

02/10/2009

23/09/2009

História da Cidade

Suas origens estão vinculadas ao chamado Boqueirão do Orós, local tecnicamente estudado e aprovado como propício à construção de monumental reservatório hídrico (Século XIX). Não obstante esses referenciais, tem-se como pioneirismo o estabelecimento de fazendas, ainda no começo do mesmo Século, pelos Monte e Silva, em conflito territorial com a família Feitosa. Independente dessas origens, constam evidentemente como povoadores do conflitante território famílias representadas por Patrícios, Matineiros e Nunes da Costa, egressos do sítio saco da Onça, nas águas do Rio Estreito e local onde seria construído o açude Lima Campos. Esse novo gregamento, exatamente onde seria fundada a povoação de Orós, teve como referencial de posse das quais fora proprietária a senhorinha Dias Bastos e repassadas em operação de compra e venda aos recém-primeiros ensaios de povoamento, fundamentado em casas de moradia, cultivos agrícolas, casa-de-farinha e produção de cal.No limiar dos anos 20, tendo como Presidente da República o nordestino Epitácio Pessoa, saiu do casulo o projeto de construção do pré-falado reservatório. Houve como empreteira a firma norte-americana Dwight P. Robson. Atraídos pela breve realização de obras tão importantes, grande número de pretensos operários acercou-se do local, na perspectiva de emprego, fato que concorreu sobremodo para formação do rápido povoamento.Em nome do empreendimento, que afinal de contas abortaria, construiu-se por conta da empresa o respectivo canteiro de obras, deste constando dezesseis casas de apoio administrativo, o edifício conhecido por Casa dos Hóspedes, um Hospital e casa Geradora de energia elétrica, além do ramal ferroviário via Iguatu, começando dessa fase o aqueduto que ligaria o Jaguaribe ao rio denominado Estreito, perenizando este em favor do sistema irrigatório. Tudo isso, finalmente, concorreu em prol da formação gregária, tendo-se por acréscimo as empresas F. Holanda e João Brasil Montenegro, respondendo este pela primeira indústria de beneficiamento de algodão em termos regionais.Evolução Política: Distrito, com vinculação ao Município de Icó, conforme Dec-Lei nº 1.156, de 4 de dezembro de 1933, e Município na forma da Lei nº 3.338, de 15 de setembro de 1956, ocorrendo sua instalação a 1º de setembro de 1957.Igreja: A primitiva capela, dedicada à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, data de 1928, tendo como colaboradores o Dr. Egberto Carneiro da Cunha e José Fares Lopes. A missa inaugural teve como celebrante o padre Raimundo Rolim. Demolida a primitiva capela, em virtude de má localização, ergueu-se em outro local, contando para tanto com a efetiva colaboração popular (1965). Freguesia e Paróquia estão vinculadas ao Bispado de Iguatu. Significado do Nome Orós é o nome de um pequeno arbusto que serve de alimento para o gado. Aniversário da Cidade 1º de Setembro CARACTERÍSTICAS Clima Quente e Seco Temperatura Média COMO CHEGAR Localização Centro Su do Cearál Limites Norte – Jaguaribe; Sul – Icó; Leste – Icó; Oeste – Iguatu. Acesso Rodoviário CE-153, BR-116, BR-404, CE-282 Distâncias 402 km da Capital TURISMO Principais Pontos Turísticos Acidentes Geográficos Rio Jaguaribe, Riacho Barão e Açude Óros Atrativos Naturais EVENTOS Setembro 01 - Festa da Padroeira - Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

16/06/2009

Ponto Turístico - Correntezinha

PENSE!!! JA FIZ MUITO PIRÃO AQUI... KKKK SAUDADES DO " JAIR "

02/06/2009

Exposição conta história do industrial Eliseu Batista Rolim

Os jovens de Orós conhecem, com a exposição, a história da cidade e do industrial que participou do progresso do município, com a cultura do algodão (Foto: HONÓRIO BARBOSA) A mostra reúne fotos e documentos da família do empresário que contribuiu para o crescimento de Orós Orós. Um pouco da história de vida do industrial Eliseu Batista Rolim pode ser vista em exposição que a Associação de Preservação Histórico-Cultural Pedro Augusto Neto, de Orós, promove até o próximo dia 7 de junho. A mostra reúne seis painéis com fotos e documentos sobre o empresário, momentos com a família e o desenvolvimento da indústria Eliba de beneficiamento de algodão, fabricação de óleo vegetal, margarina e sabão, que na década de 1970 chegou a ser uma das maiores do Nordeste. Sob o tema “Exposição biográfica de fotos e objetos de Eliseu Batista Rolim”, a exposição promovida pela Associação Cultural de Orós faz parte das comemorações da 7ª Semana Nacional de Museus, que aconteceu neste mês de maio. Eliseu Batista foi um dos maiores empresários do Ceará, homem de visão, simples, dedicado à família e ao trabalho. A sua vida confunde-se com a história do município de Orós, que se desenvolveu a partir do empreendimento industrial instalado em 1947, quando ainda era uma vila pertencente à Icó. Eliseu Batista morreu em 2001, aos 88 anos de idade, ainda ativo e trabalhando diariamente na empresa. O visitante tem a oportunidade de conhecer, por meio de fotos e textos, aspectos da biografia do industrial Eliseu Batista, que exerceu, em dois mandatos distintos, o cargo de prefeito. Momentos de confraternização com a família, documentos pessoais e da indústria Eliba. Há algumas fichas de antigos empregados, mostra de produtos e objetos pertencentes à empresa e ao empresário, que foram cedidos pela família do homenageado. Uma série de fotos revela aspectos de funcionamento da unidade fabril, desde o descarroçamento de algodão até a produção de fios, pluma e de óleos vegetais e sabão. História de Orós A mostra é um verdadeiro passeio pela história de Orós, o seu desenvolvimento a partir do empreendimento industrial. “Eliseu Batista foi um dos maiores nomes de sua época, cuja história empresarial, política e social promoveu e difundiu o município de Orós e o Estado do Ceará”, frisou a presidente da Associação Cultural e organizadora da exposição, Meirismar Augusto Paulino. “Foi um empreendedor que acreditou nas possibilidades que o algodão oferecia para o desenvolvimento do sertão”, contou. A história iria demonstrar que Eliseu Batista estava certo. Quando em janeiro de 1947, decidiu explorar industrialmente o algodão e inaugurou a usina de beneficiamento para produção de pluma e descaroçamento, o sertão começava a viver os tempos áureos do “ouro branco”. O pico de produção e riqueza foi alcançado na década de 1970. Pioneiro Eliseu Batista acreditou em Orós e no algodão. Foi a partir da iniciativa pioneira do empresário que o lugar ganhou aspecto urbano e começou a crescer. Nascido na localidade de Feiticeiro, em Jaguaribe, Batista aos15 anos de idade, acompanhado da família, passou a morar em Orós. Começou a trabalhar como aprendiz de alfaiate. Em 1933, casou com Isaura Costa Rolim, com quem teve nove filhos. No ano de 1941 firmou sociedade com o sogro, Alfredo Costa, e seis anos depois decidiu explorar industrialmente o algodão. Inicialmente, a unidade fazia o descaroçamento e extração da pluma. Depois, passou a fazer o beneficiamento do óleo bruto, que era vendido para indústria de produção de óleo comestível. Na década de 1970 deu mais um passo e instalou uma unidade de refino e fabricação de óleo comestível, com a marca Salutar, margarina e gordura vegetal. Em seguida, começou a produzir o sabão Caboclo. Comercializava os produtos para o Nordeste e exportou algodão para países da Europa. “Comprava a produção de vários municípios da região”, lembra o filho, Wellington Rolim. “No período de pico, chegamos a beneficiar 20 milhões de quilos de algodão em caroço”, conta ele. Lição de vida Eliseu Batista deixou a lição de humildade, trabalhador incansável e, acima de tudo, mostrou que o sonho de transformar o sertão é possível. Ele acreditou em suas idéias e lutou por elas até o fim, como a construção do Açude Orós, inaugurado em 1961. Nos últimos anos de sua vida, defendia a implantação de uma estrada asfaltada ligando o município a Morada Nova e daí a Fortaleza. Será a futura rodovia Padre Cícero, já anunciada pelo Governo do Estado. Em 28 de maio passado transcorreu-se o aniversário de 97 anos de nascimento de Eliseu Batista. “Era um homem de espírito público, empreendedor e com a devoção de servir”, observa Meirismar Paulino. O filho Wellington Rolim disse que se emocionou muito com a mostra fotográfica. “Trouxe grandes lembranças”, disse. “Para mim, o que mais marca a vida dele é a dedicação ao trabalho e à família”. Atualmente, a usina reduziu suas atividades e a extração de caroço de algodão é de 10% em relação ao volume médio dos anos de 1970. De acordo com Wellington Rolim, gera 60 empregos e trabalha com a extração de óleo de algodão, oiticica e também mamona. Honório Barbosa Repórter Mais informações: Associação de Preservação Cultural de Orós Pedro Augusto Netto Rua 1º de Setembro, 83 (88) 3584.1250 (88) 9927.4689 FONTE: JORNAL DIÁRIO DO NORDESTE - EDIÇÃO DO DIA 01/06/2009

29/05/2009

Mensagem do Dia

"No mínimo, a prece nos pacifica para que encontremos, por nós mesmos, a saída para a dificuldade que estejamos enfrentando..." [ Chico Xavier ]

28/05/2009

Anúncio provido pelo BuscaPé
Saiba onde tem o melhor preço antes de comprar

27/05/2009

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina
Compare Produtos, Lojas e Preços
Compare Produtos, Lojas e Preços
BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

26/05/2009

Dicas de Saúde

Apesar de se tratar de uma condição clínica individual, é visto, cada vez mais, como um sério e crescente problema de saúde pública: excesso de peso predispõe o organismo a uma série de doenças, em particular doença cardiovascular, diabetes mellitus tipo 2, apnéia do sono e osteoartrite. Pesquisadores já concluíram que o do aumento da incidência de obesidade em sociedades ocidentais nos últimos 25 anos do século XX teve como principais causas o consumo excessivo de nutrientes combinado com crescente sedentarismo.Embora informações sobre o conteúdo nutricional dos alimentos esteja bastante disponível nas embalagens dos alimentos, na internet, em consultórios médicos e em escolas, é evidente que o consumo excessivo de alimentos continua sendo um problema. Devido a diversos fatores sociológicos, o consumo médio de calorias quase quadruplicou entre 1977 e 1995.Porém, a dieta, por si só, não explica o significativo aumento nas taxas de obesidade em boa parte do mundo industrializado nos anos recentes. Um estilo de vida cada vez mais sedentário teve um papel importante. Outros fatores que podem ter contribuído para esse aumento – ainda que sua ligação direta com a obesidade não seja tão bem estabelecida – o estresse da vida moderna e sono insuficiente. Técnicas de estilo de vida:1. Mantenha um diário alimentar;2. Maximize a percepção da alimentação evitando a alimentação automática;3. Identifique os desencadeadores ("gatilhos") da alimentação;4. Não faça nada diferente enquanto come (ver televisão ou ler jornal, por exemplo);5. Alimente-se no local adequado, sentado - não coma em pé ou andando;6. Pouse os talheres entre os bocados e mastigue devagar os alimentos;7. Use uma lista durante as compras e não faça compras em jejum ou com fome;8. Compre alimentos que requerem preparo;9. Mantenha alimentos saudáveis à vista e alimentos problemáticos fora da visão;10. Não coloque as travessas da mesa durante a refeição;11. Coma uma porção de cada vez e saia da mesa após alimentar-se;12. Evite dar e trocar receitas de alimentos;13. Prepare-se com antecedência para eventos especiais e situações que podem colocar seu emagrecimento em risco. Veja a Tabela do Indice de Massa Corporal - IMC abaixo... Cuide-se

CALCULE SEU I.M.C.

Tabela do Indice de Massa Corporal

Abaixo do peso Abaixo de 18,5

Peso normal 18,5 - 24,9

Sobrepeso 25,0 - 29,9

Obesidade Grau I 30,0 - 34,9

Obesidade Grau II 35,0 - 39,9

Obesidade Grau III 40,0 e acima

21/05/2009

AÇUDE ' O R Ó S "

Sua história remonta à época do Brasil Império, quando várias secas se sucederam dizimando um número grande de pessoas e animais. Represar o rio Jaguaribe e fazê-lo perene surgiu como a alternativa mais viável para o solucionar o problema da escassez de água no sertão cearense. No entanto, esta idéia só foi colocada em prática no século XX. Foi construído pelo DNOCS, tendo suas obras concluídas em 1961. O Açude de Orós está localizado no leito do rio Jaguaribe, na região centro-sul do Ceará. Capacidade de armazenamento: 2.100.000.000 m³, o que o coloca como o segundo maior reservatório do estado. Bacia do Alto Jaguaribe 325 km de extensão. Afluentes - Rios e Riachos: Carrapateiras, Trici, Puiú, Jucá, Condado, Conceição, Cariús e Trussu. Bacia do Médio Jaguaribe 171 km de extensão. Afluentes - Rio Figueiredo (pela margem esquerda) e os Riachos Manuel Dias Lopes e do Sangue (pela margem direita). Bacia do Baixo Jaguaribe 137 km de extensão. Afluente o Rio Palhano (pela margem esquerda). Fonte: Recursos Hídricos

20/05/2009

PONTOS TURÍSTICOS - AÇUDE E VÁLVULA

VALVULA DISPERSORA - VAZÃO ORÓS
SANGRADOURO AÇUDE ORÓS

" ORAÇÃO DO DIA "

Orações são uma das melhores dádivas que podemos receber. Não custam nada e trazem muitos benefícios. Vamos orar uns pelos outros! Pai, eu lhe peço que abençoe meus amigos que estiverem lendo esta mensagem.Faça-lhes uma nova revelação de Seu amor e poder. Espírito Santo, peço-Lhe que ministre ao espírito deles neste momento. Onde houver dor, conceda-lhes sua paz e misericórdia. Onde houver dúvida, renove-lhes a confiança na Sua capacidade de operar através deles. Onde houver cansaço ou exaustão, peço-Lhe que lhes dê compreensão, paciência e força enquanto aprendem a se submeter a Sua direção.Onde houver estagnação espiritual, peço-Lhe que os renove revelando Sua proximidade e atraindo-os para maior intimidade com o Senhor. Onde houver medo, revele Seu amor e incuta-lhes Sua coragem. Onde houver o obstáculo de algum pecado, revele-o e quebre, o poder que estiver exercendo sobre a vida deles.Abençoe suas finanças, conceda-lhes maior visão, levante líderes e amigos para dar-lhes apoio e encoraje-os.Dê a cada um discernimento para reconhecer as forças negativas que os rodeiam e revele-lhes o poder que têm no Senhor para derrotá-las.Peço-Lhe que faça todas essas coisas em nome de Jesus. No amor cristão.
UM DIA DE PAZ E MUITA LUZ PARA TODOS...

19/05/2009

Hotel Encanto das Águas

O Hotel está situado em uma das Ilhas do Açude Orós, de propriedade da Srª Lourdes Cândido, lugar agradável e aconchegante pra quem busca um final de semana paradisíaco.
No momento a lâmina do açude encontra-se em alta e sangrando, proporcionado aos visitantes belos e exuberantes passeio por todo o Açude.

Vista Panorâmica da Cidade

Orós - Município localizado na região Centro Sul do Estado do Ceará, cidade de um pontencial turístico excepcional, onde está encravado um dos maiores reservatórios de água do Brasil, banhado pelo Rio Jaguaribe.

Sem dúvida um dos mais belos projetos de engenheria , o Sangradouro encanta pela sua enorme capacidade de vazão. No presente momento sua beleza atrai turistas e jornalistas de diversas localidades do Brasil, encantando e proporcionando a todos um dos mais belos cartões postais do País.